Pompoarismo – ginástica sexual com acessórios

sex, 21/03/2008 - 11h57
  • Imprimir

Vamos continuar falando sobre pompoarismo. Vamos aprender a treinar a prática do pompoar, agora com acessórios e vibrador.

Confira os benefícios do Pompoarismo:

- Fortalece os músculos vaginais aumentando o prazer sexual do casal.

- Regula os hormônios, pois ativa a circulação da área pélvica.

- Conserva por mais tempo a libido das pessoas que praticam os exercícios regularmente.

- Ajuda no tratamento de frigidez.

- Auxilia e previne problema de incontinência urinária, queda do útero, bexiga, flacidez vaginal.

- Proporciona orgasmos mais intensos.

- Dá maior mobilidade aos quadris e a área pélvica.

- Melhora a performance da mulher na cama.

- Eleva a auto-estima, pois você se sente mais segura e poderosa.

- As praticantes do pompoarismo ficam sexualmente mais preparadas, melhorando sua intimidade.

- Mulheres que têm parceiros com ejaculação precoce podem utilizar o pompoarismo para amenizar e, junto com a terapia, superar o problema.

Treinamento com acessórios.

O Bem Wa é um conjunto de duas bolinhas orientais presas por um cordão.

As bolinhas orientais (Ben Wa) são encontradas em lojas especializadas em produtos eróticos, são conhecidas também como bolinhas tailandesas.

Elas tem um peso em seu interior e medem aproximadamente 3,5 cm de largura. Podem ser apresentadas em vários materiais como por exemplo em silicone que é um ótimo material.

Faça a assepsia das bolinhas com sabonete íntimo antes e depois de seu uso. Passe um lubrificante à base de água na vagina e no acessório. Utilizando o conjunto de bolinhas orientais inspire pelo nariz e introduza a primeira bolinha na vagina. Movimente alternadamente os anéis musculares de fora para dentro, forçando a entrada da segunda bolinha. Relaxe expirando pela boca. Em seguida expire pelo nariz e faça o movimento contrário para expulsar cada bolinha e relaxe expirando pela boca. No início, você deverá usar uma das mãos tanto para auxiliar na entrada como na saída das bolinhas.

Usando o vibrador.

O vibrador deve ter a forma cilíndrica, medindo aproximadamente 17 cm de comprimento por 2,5 cm de largura e com a superfície lisa. Introduza a ponta do vibrador devidamente lubrificada na vagina. Inspire pelo nariz e faça um esforço de sucção até que ele tenha sido introduzido parcialmente em sua vagina, relaxe e expire pela boca. Inspire pelo nariz e contraia toda a musculatura vaginal e relaxe, expirando pela boca. Inspire novamente pelo nariz e faça um movimento de expulsão para que ele saia da vagina. Quando isso acontecer relaxe e expire pela boca. Ao introduzí-lo tome cuidado para que ele não pressione o colo do útero de forma que possa provocar qualquer sensação de desconforto. No início você terá que ajudar com uma das mãos, pois a sucção é muito difícil, em 6 meses você deve dominar a prática.

Esse exercício deve ser executado na posição sentada ou em pé. Pratique-o de 15 a 20 minutos por dia. O tempo para perceber os resultados dos exercícios varia de mulher para mulher. Não se preocupe. Faça no seu tempo. Respeite o seu ritmo.

Depois que aprendeu os exercícios básicos, a pompoarista pode combinar os movimentos e usá-los com o seu parceiro. Segure um pouco o vaivém, fique paradinha (você fica em cima dele) e experimente essas novas sensações.

Entenda os movimentos básicos do pompoar:

- Chupitar: sugar o pênis movimentando a vagina como se fosse uma boca de uma criança chupando uma chupeta ou mamadeira;

- Estrangular: apertar o pescoço da glande do pênis com o anel muscular do colo do útero que estiver melhor posicionado. É esse movimento que se pratica no tantra para evitar a ejaculação;

- Expelir: forçar a expulsão do pênis até que só a glande continue introduzida.

- Ordenhar: massagear o pênis do parceiro, apertando do primeiro até o último anel muscular do colo do útero, de forma cadenciada, e depois soltá-lo;

- Sugar: o parceiro deve introduzir somente a glande do pênis na vagina e a mulher deve fazer um movimento de sucção, forçando sua entrada por completo;

- Travar: contrair fortemente a vagina impedindo a saída do pênis;

- Morder: é parecido com o estrangular, é dar aquelas “mordidinhas” rápidas com a vagina, como se estivesse beliscando o pênis.

Esses movimentos podem ser executados com força e velocidade adequadas para cada casal. Podem ser repetidos, alternados ou conjugados, sempre com o objetivo de aumentar o prazer sexual.

  • Imprimir

Comentários