Ficar sem Comer Engorda e Prejudica a Saude

Qua, 18/11/2009 - 10h29    |   Reportar abuso
Por Cris

Usar a tática de cortar o jantar e pular os lanchinhos durante o dia é cilada. Acredite, isso pode até subir o ponteiro da balança e prejudicar muito a saúde. Mas alguém já te explicou direitinho o porquê?


Nunca se discutiu tanto nutrição e alimentação saudável quanto hoje em dia, e mesmo assim muitas mulheres ainda acreditam que o jeito mais rápido de emagrececer é simplesmente deixar de comer. Prova disso é uma pesquisa alarmante realizada pelo Ambulatório de Ginecologia da Adolescente do Hospital das Clínicas da USP (SP), que mostrou que 75% das 45 meninas entrevistadas, que tinham entre 10 e 20 anos, fazem somente uma ou, no máximo, duas refeições por dia quando querem secar. Outro detalhe superimportante desse estudo: 67% das garotas se declararam insatisfeitas com o próprio corpo - o padrão de beleza delas são as modelos altas e magras. Até aí, nenhuma novidade. Mas um dado essencial nisso tudo é que elas não sabem que o sacrifício de ficar em jejum por horas a fio não adianta nada. Pior: atrapalha o resultado da dieta! verdade, pular refeições dificulta o emagrecimento e, em alguns casos, até engorda, além de prejudicar e muito a saúde.
Espantada? Pois então veja a seguir as explicações de médicos especialistas reunidas aqui, e pare de sabotar sua luta (e vitória!) contra os quilinhos extras.
Você queima menos calorias
Quem faz jejuns prolongados tem seu gasto energético reduzido. Cada vez que comemos, eliminamos calorias para fazer a digestão. Então, na prática, usamos mais energia se ingerirmos 1.500 calorias divididas em 5 refeições do que em uma ou duas. Quando fazemos intervalos demorados entre uma alimentação e outra, o corpo libera menos leptina, hormônio produzido nas células adiposas, que transmite sinais de saciedade.
O organismo poupa a gordura
O corpo entende que se uma pessoa está sem se alimentar por um longo período, ela corre o risco de morrer de inanição e, portanto, precisa ser protegida. Isso se dá com a diminuição do gasto calórico em todas as atividades que realizamos, inclusive nas mais básicas, como respirar, pensar e falar. Você praticamente liga um borãozinho: ?Estocar gordura?.
É superdifícil controlar a fome
Quando se fica muito tempo sem comida, chega uma hora em que não dá para segurar o apetite ou a compulsão. A conseqüência disso? Ataque ao que estiver pela frente! A explicação fisiológica: há uma queda na taxa de glicose no sangue (hipoglicemia), que traz uma vontade louca de mastigar. Tem mais: Além da redução da leptina, o hormônio da saciedade, a carência de alimentos aumenta a produção de grelina, hormônio da fome Juntos eles levam à compulsão e, mais grave, abrem as portas das células de gordura para que essas calorias sejam armazenadas mais rapidamente.
A malhação não faz efeito
Sem comer direito, mesmo que você continue treinando, seu aproveitamento muscular será ruim, quando se está com hipoglicemia, o corpo faz uma triagem e destina a pouca energia que resta às funções vitais, como a respiração, e aos músculos não sobra praticamente nada. Em outras palavras, você não vai poder se exercitar direito e o pouco que fizer não vai produzir o resultado esperado.
A beleza é prejudicada
Você quer emagrecer para ficar ainda mais bonita, bem-disposta e feliz diante do espelho, certo? Excelente, mas vai ser praticamente impossível conseguir chegar lá se você tomar uma atitude radical à mesa e fechar a boca. Quando faz isso, a pessoa perde a vivacidade, fica apática e aí a beleza, que tem a ver com o bem-estar, o sorriso nos lábios e o colorido da saúde, vai para o espaço!. Segundo especialistas, numa situação de fome o corpo reduz o nível de T3, hormônio da tireóide, importante para a ativação de várias células, inclusive os neurônios. Essa é uma das maneiras que o organismo encontra para economizar no gasto calórico e o resultado é fraqueza, sono, preguiça? Digamos que, apesar de fazer regime errado do ponto de vista médico, você consiga afinar. Mas é uma pena que vá faltar disposição para sair e mostrar as novas curvas por aí. Freqüentar baladas dentro daquela calça tão sonhada, então, pode esquecer! Você simplesmente não terá de onde tirar ânimo.

Você detona a saúde
Você conhece alguém que, num acesso de fome, sai atacando um pratão de alface, cenoura ou brócolis? Difícil? Nessa hora de desespero, geralmente o alvo é o chocolate, os sandubas gordurosos do fast-food, o pacote de biscoito recheado, o saco de balas? Tudo ultracalórico e de baixo valor nutricional Basta imaginar alguém que está sem se alimentar o dia inteiro e vai a um restaurante à noite: a primeira coisa que ela vai fazer é devorar a cesta de pães e as pastinhas do couvert.
Baixa o rendimento do cérebro
Não há como se concentrar no trabalho ou nos estudos fazendo um regime radical. Daí a explicação de que a falta de comida afeta, sim, o funcionamento cerebral. Na prática, isso faz o raciocínio ficar mais lento, atrapalha a memória, complica os reflexos. A glicose é a única fonte de combustível da mente. Quando a taxa dela cai no sangue, resultado de um longo jejum, a pessoa tem dificuldade de memória, déficit de atenção, irritabilidade, tonturas e até dores de cabeça. Viver assim não dá, né?


Post original do Blog >: PORTAL DE NOTÍCIAS IGUAPORÉ :< 1 ANO DE notícias > Veja este e outros post's acesse:
http://iguaporenoticias.blogspot.com/2009/11/ficar-sem-comer-engorda-e-prejudica_18.html



Assuntos Relacionados

notícias viver bem


Seja a primeira a comentar

Publicidade

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

50 tons de cinza beyoncé 50 tons de cinza bolo de cenoura bolo de chocolate cabelos curtos casamento cortes de cabelo decoração dieta dukan emagrecer flor de tecido gravidez kama sutra maquiagem moda das famosas penteados perfumes importados pulseiras reciclagem sapatos sexo anal sexo oral tatuagem unhas decoradas