Como conviver com a alergia ao látex

Qui, 04/03/2010 - 19h32    |   Reportar abuso
Por crys

Controle as reações alérgicas causada pelo látex

Em 1985, como resultado direto da epidemia de AIDS, as autoridades de saúde implementaram o uso de precauções universais contra a transmissão do HIV e da hepatite C em ambientes de cuidados de saúde.

Basicamente, isto significa que todos os profissionais da área, inclusive os que trabalham em emergências – qualquer deles que possa entrar em contato com sangue ou outros líquidos corporais –, começaram a usar roupas de proteção, incluindo luvas cirúrgicas, que costumam ser fabricadas com borracha natural, ou látex. Estima-se que mais de 5 milhões de profissionais de saúde utilizem mais de 7 bilhões de pares de luvas por ano, só nos EUA.


Alergia ao Látex

Esse procedimento aumentou significativamente as alergias ao látex, com cerca de 1 a 6% da população geral do país sendo afetada, e 5 a 10% dos profissionais de saúde. A ocorrência dessa alergia é diretamente proporcional à freqüência e ao grau de exposição ao látex. O que não seria tão ruim, senão pelo fato de o látex estar em praticamente todos os locais. O látex não é encontrado apenas em luvas cirúrgicas, mas também em preservativos e diafragmas, máscaras cirúrgicas, fitas adesivas, fraldas infantis e geriátricas, bicos de mamadeira, elásticos, equipamento para esportes e calçados atléticos, brinquedos e equipamentos utilizados na água, e até em bolsas plásticas com zíper. Um problema importante para quem é alérgico é que as proteínas do látex podem se fixar ao pó lubrificante utilizado em algumas luvas para facilitar sua colocação e retirada. Quando os trabalhadores trocam de luvas, as partículas de proteína/pó são transmitidas pelo ar e podem ser inaladas. Os sintomas de alergia ao látex incluem reações relativamente brandas, como olhos pruriginosos, avermelhados e lacrimejantes, espirros ou coriza, tosse e erupção cutânea ou urticária.

Mas as reações também podem ser graves, incluindo até choque anafilático*. Entretanto, ao contrário da maioria das reações alérgicas, a alergia ao látex não provoca sintomas imediatos, como coceira nos olhos e coriza. Você pode não notar nenhum sintoma por até 24 a 48 horas após a exposição, quando então a parte do corpo que entrou em contato com o látex apresenta uma erupção pruriginosa. Se você suspeita que é alérgico ou sensível ao látex, precisa tentar evitar qualquer produto que contenha látex natural. Leia os rótulos cuidadosamente, faça perguntas e, se tiver dúvidas, não use. Além disso, caso necessite ser examinado por profissionais de saúde, informe sobre sua alergia para que eles não usem luvas e máscaras de látex. Você também deve usar uma pulseira de alerta médico, para a eventualidade de sofrer algum ferimento e ficar incapaz de se comunicar.

Como conviver com a alergia ao látex

Se você trabalha em uma indústria que utiliza produtos de látex, a Administração de Saúde e Segurança do Trabalho (OSHA), nos EUA, recomenda as seguintes precauções para reduzir o risco de desenvolver alergia:

■ Troque o tipo de luvas. Utilize luvas que não sejam feitas de látex para atividades não-relacionadas a contato com material infeccioso, como preparação de alimentos, limpeza de rotina e manutenção geral.

■ Utilize luvas sem talco. Se você usa luvas de látex quando manipula material infeccioso, escolha aquelas sem talco e com teor reduzido de proteínas, que minimizam a exposição ao látex e diminuem o risco de alergia.

■ Esteja alerta sobre as recomendações do fabricante. As denominadas luvas com látex hipo-alergênico não reduzem o risco de alergia, mas podem diminuir as reações alérgicas aos aditivos químicos no látex.

■ Não use loção. Ao usar luvas de látex, não utilize cremes ou loções para as mãos à base de óleo, o que pode causar degradação da luva.

■ Lave as mãos após o uso. Após retirar as luvas, lave as mãos com um sabonete suave e em seguida seque-as bem.

■ Pratique a boa higiene. Limpe freqüentemente as áreas e os equipamentos contaminados com poeira que contém látex.

■ Fique alerta. Aprenda a reconhecer os sintomas da alergia ao látex: erupção cutânea, urticária, rubor, prurido, sintomas nasais, oculares ou sinusais, asma e (raramente) choque anafilático.

*Sintomas de Choque Anafilático

Dificuldade Respiratória
Hipotensão (baixa pressão sanguínia)
Desmaio
Coma
Urticária
Angioedema (inchaço da face, pescoço e garganta)
Coceira intensa



Assuntos Relacionados

cuidados ao latex


Comentar

Comentários (
1
)


0 relevância

postado:
27/11/2013 - 13h19

tenho esta alergia..sou cabeleireira..e uso luvas de vinil mesmo assim..vivo com coceiras
.no braço..o k eu faço?

Publicidade

Especiais Vila Mulher

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

bolo de cenoura bolo de chocolate cabelos curtos casamento cortes de cabelo decoração dieta dukan emagrecer flor de tecido gravidez kama sutra maquiagem penteados perfumes importados pulseiras reciclagem sapatos sexo anal sexo oral tatuagem unhas decoradas