Especial de Páscoa

Termômetro da Relação

até quando suportar marido bipolar



Assuntos Relacionados:
Criado em Dom, 09/10/2011 - 10h33
Por anônimo
Status:
Congelado

Estava eu, aqui toda deprimida, procurando na internet estudos a respeito da bipolaridade, me sentindo a unica esposa na face da terra que tinha um marido bipolar e não sabia o que fazer. Quando me deparo com tantos casos. Eu acredito que a unica regra basica é a paciencia.Que confesso está chegando ao fim, Pois como todos, mesmo sendo bipolar eles tem personalidades diferentes. O que os assemelham é os picos de "altos e baixos" no humor, alem de algumas manias....
Vou dividir meu caso com vocês. Meu marido tem 37anos,somos casados a 11anos descobrimos que ele é bipolar a 5anos.
Sempre achei o comportamento dele estranho rapidamente ele me apresentou o céu e o inferno. Um dia apaixonado, com uma super energia para ficar 24hs colado em mim e no outro dia grosseiro, irritado, explosivo... qdo namorava um dia ele chegou do nada querendo marcar a data do casamento em apenas 5meses de namoro no outro dia naõ queria mas se casar se achava novo pra assumir compromisso.Quando me casei teve dias de sair sem fala nada na sexta e só voltar na segunda eu sempre imaginava que ele tinha se arrependido de ter casado comigo o tempo foi passando em um dia ele todo alegre me fazendo a mulher mas feliz e amada do mundo no outro dia me odiava e me tratava como se eu nao existisse .Um dia eu acordei pelas 3hs da madrugada com policias dentro da minha casa que ele havia deixado aberta eu assustada o policial me perguntou aonde estava meu marido eu disse que não sabia então ele falou que ele havia saido a noite e ameaçava um homem na rua e que parecia pertubado levaram ele ao pronto socorro onde aplicaram sossega leão nele afinal tinha 5noites que nao dormia .Essas insonias sempre profundas varias noites eu acordei ele não estava em casa teve uma noite que ele viajou de bicicleta da minha cidade pra cidade da mãe mas ou menos 60km pelas 2hs madrugada .Por varias vezes entrou em dividas gastando o que tem e o que nao tem,já perdemos carros ,casa etc...Um dia me confessou que ao está deprimido pagou uma prostituda me contando todos os detalhes eu nunca o trai, fazia td, td msm q ele pedisse, todas as vontades,pq queria ajuda-lo a sair daquela situaçao,e ele retribuia com frieza, odio ....eu fui ao inferno literalmente.... Ele sempre procurava um psiquiatra mas como ia sozinho,pois muitas vezes os medicos nao aceitava acompanhante falava pro medico que só tinha insonia o medico dava ele um remedio ,tomava e qdo dava uns dias tudo voltava de novo.Um dia tanto rezava pedi a Deus um medico me deixou entra falei tudo até as vezes que ele saia pra comprar um pão as 8hs da manhã e só voltava 16hs sem nada e nen se que se lembrava o que tinha ido compra foi que o medico disse que ele sofre de transtorno bipolar passei a pesquisar sobre a Bipolaridade e descobri que ele realmente sofria desse problema, as frequencias de humor, excitação repentina, tudo isso me fez chegar a essa conclusão...
A bipolaridade é uma doença como qualquer outra tem diagnostico e tratamento, mais o que você tem que compreender que qdo as crises chegam ele se isola como vou obrigar a tomar remedio simplismente abandona o tratamento .porém não estou aguentando mais... Depois de todos estes anos cuidando dele ainda tenho que ouvir barbaridades isso magoa muito.O amor de um só nunca é suficiente tem que ser sempre dois amando pois se assim não for significa remar sozinho ou seja ficar dando voltas ,ELE se sentem o "invencivel" parece um labirinto sem mapa, vc nao sabe pra onde ir, como fazer, q caminho escolher....


Comentar

Comentários (17)


Sex, 28/02/2014 - 13h16

Bom dia gente! Estou passando uma coisa parecida com meu noivo. Nos conhecemos há 3 anos e há 2 meses estamos morando junto... A gente já passou por várias coisas no relacionamento, terminado e voltamos, mas nenhuma foi igual a que estamos agora. Faz mais ou menos um mês que ele está meio estranho e eu sempre querendo conversar pra resolver a situação, até que há duas semanas ele me falou que não me ama mais e que quer se separar de mim, assim do nada. Disse que a relação se desgastou e por isso não quer continuar. Um dia antes ele tinha dito que me amava. Bom, ele já teve depressão e sofre de compulsão alimentar, além de vários traumas que carrega desde a infancia... A familia dele e eu achamos que ele precisa de acompanhamento picologico mas ele se irrita quando falo e acha que ele é normal. A gente está na mesma casa, porém ele está no canto dele, não conversamos e ele não quer que eu me aproxime. Não sei o que fazer, não sei se é essa doença ou qualquer outra coisa. De qualquer forma, vi que os sintomas são bem parecidos.

Sex, 31/01/2014 - 12h09

bom dia meu nome é Viviane meu marido é bipolar e eu sofro muito com isso por mais q ele tome os medicamentos ta muito dificil segurar a barra .....no momento ele foi pra casa da mãe dele, sendo q a dois dias a traz estavamos bem ....hj ele me ligo e falou q me odeia e não quer mais me ver....até as roupas dele ele não veio buscar...ta muito dificil aguentar as vezes me pergunto de vale a pena td isso.até pq depois ele volta como se não houvesse nada acontecendo ...sempre converso com ele pra ele conversar com o médico mas ele diz q ta bem e os remédios estão fazendo efeito...peço muito força a Deus e muita paciência tbm...será q um dia isso vai ter cura????

Sex, 08/11/2013 - 21h03

Olá meninas
Eu namoro há quase um ano com o meu atual namorado, que também é bipolar. No meu caso, graças a Deus, as qualidades são maiores que os defeitos, que são decorrentes principalmente devido a sua doença.

Em alguns momentos ele se torna muito irritadiço, se magoa com coisas depressíveis e muitas vezes não tem limite, quando o assunto é trabalho. A pressão em sua vida, inclusive, é um dos fatores, que desencadeiam nele, pensamentos suicidas e isso me deixa muito preocupada.

Mas fora isso, ele é uma pessoa agradável, de bom humor e um ótimo namorado, fazemos planos de casar, constituir uma família e esse também é o meu desejo.

Percebam, que bipolaridade é uma doença como qualquer outra, séria, porém algo com que é possível lidar. Não justifiquem todas as atitudes de seus homens se baseando na doença. ELA NÃO ALTERA O CARÁTER E SIM O HUMOR.

Se ele te xinga, te maltrata, some e volta sem dar notícias isso é um desvio de personalidade, a qual, claro, pode ser agravada pela doença.

Seg, 27/05/2013 - 06h22

Olá, bom dia...sou casada ha 12 anos com um bipolar mas esse diagnostico só foi dado recentemente, após meu marido ter dado mais uma crise após 6 anos depois da primeira vez... Tenho sofrido muito, pois para a familia dele a culpada sou eu e sempre pelo mesmo motivo "traição"...estou cansada e com um desgaste terrível.. Temos 3 filhos, trabalhamos fora, ele tem comercio próprio e está complicado...com tudo isso já perdi 20 quilos, meu filho mais novo tem crises convulsivas também e não sei por onde caminhar...bate um desespero tão grande as vezes, pois não recebo ajuda da familia dele a não ser a palavra "CULPADA"...o irmão dele disse que "o fardo é meu"...não falo com a mãe dele e nem com o irmão...me sinto muito perdida com tudo que vem acontecendo...dentro de 3 meses ele ja deu crises 3 vezes ou seja a cada quinzena uma nova crise....pelo que li das colegas e de relatos clinicos ele agora esta na fase da depressão...me pediu um tempo que já não me ama mais, que esta confuso, não sabe o que fazer...noites perdidas, humilhações, 20 quilos mais magra, casamento estragado...agora ele sai de casa e vai pra onde???? Ficar com a mãe e o irmão, pessoas essas que só pensam no lado financeiro dele, que digamos de passagem regular... E eu sempre estive do lado dele durante todos esses anos, passando por lutas, tribulações, humilhações, vencendo, lutando, ganhando, perdendo..tudo tudo mesmo sempre foi ELE E EU...Tenho medo que ele saia de casa e não volte mais, pois esse sempre foi o desejo da familia dele... ele faz uso de Carbolitium CR e Riss... Fico pensando: sobre nossos filhos, nosso futuro, nossas vidas...Meu DEUS não sei o que fazer....

Sáb, 23/03/2013 - 11h28

oi amiga. fico feliz pelo seu relato.
quanto a mim, faz mais de 25 dias que nao aceita me ver. antes ate trocava msgs via cel e agora nem isso. meu contato é a mae dele. sinto como se existissem 2 marcelos. um me ama e oi outro nao me conhece. enquanto ele fica nesse estado, eu vou preparando a minha cabeca para aprender a viver sem ele, porque é assim que sera. eu estou deprimida, indo a psicologo, tdo para suportar o surto do outro. parece espiritual junto com a doenca, sabe. porque como pode....isola as pessoas que mais o amam. ate o filho ele isola.

Qua, 20/03/2013 - 18h13

Oi Soninha de sampa, os sintomas do bipolar é exatamente isso que vc esta vendo, vc precisa responder para si mesma se esta preparada para viver isso algumas vezes em sua vida. Não sei qual o momento que seu namorado esta passando, mas é isso mesmo, co9m o tratamento ele vai voltando ao normal, apesar de nunca 100%, pelo menos é assim com o meu marido, tem três anos que estamos juntos, ele esta no mesmo emprego tem mais de dois anos e bem equilibrado, as vezes umas escorregadas, mas bem passageira, vivemos bem a maioria da parte do tempo, as qualidades dele supera esses defeitinhos, perfeito ninguém é. Querida avalia sua relação, pensa se vale a pena, ele é uma pessoa que vai precisar de ajuda sempre, vc esta prepada, se não se prepara e encara, se valer a pena, para mim valeu, até estou gravida e super feliz, espero tela-la ajudado.
Fica com Deus!

1 pessoa achou este comentário relevante
Sáb, 16/03/2013 - 11h56

Gente, completando meu proprio post, ele se trata ha 2 anos qdo teve a doença diagnosticada. Tomava quetiapina 200mg até 15 dias quando voltou no psiquiatra pra trocar por seroquel pq leu num blog que o generico nao funciona. O medico nao apenas trocou a medicaçao, como aumentou a dose para 600mg.
Entao de 15 dias para ca mudou tudo. Ele está de cama e mordendo o vento. Nao aceita ver ninguem. E creio que agrida quem forçar chegar perto. Está la, jogado no quarto e so o que recebo sao msgs mau criadas pelo celular, qdo sugiro visita-lo.
Gente, eu to pirando.
Deprimida, sem vontade de nada. Parece que adoecemos junto.
Esse medico aumentou a dose pra que? Ele tava bem, meninas.....tava bem, antes do aumento da dosagem.

1 pessoa achou este comentário relevante
Sáb, 16/03/2013 - 11h28

Eu namoro um bipolar.
Faz 15 dias que nao o vejo pois está em crise depressiva. Nao quer ver ninguem e meu contato tem sido a mae dele, que é mto mal tratada por ele pelo simples fato de tentar levar comida pra ele.
Eu vou me manter afastada mas a contra gosto, pois nao me conformo com esse distanciamento. Então qdo ele ta bem vai se aproximar de mim e qdo estiver mal, eu que me lasque? É assim meninas? To depressiva por conta de tudo isso, me preocupo com ele, mas ele se mostra irredutivel em me ver ou ver qualquer pessoa. Segundo ele, pode me tratar mal e o relacionamento nao ter mais volta por eu nao querer. entao vou vivendo desse jeito? O que eu faço? Namoramos ha quase 2 anos. Ele tem 37 anos, é o moço da foto junto comigo. Preciso de ajuda de vcs. Eu sinto que tbm estou ficando doente e detalhe: Posso cair de cama que ele nao ta nem aí. Ele só pensa nele.

Qua, 06/02/2013 - 15h47

Vivo os mesmos problemas que vc, a psicóloga acha que ele é bipolar, mas ele abandonou o tratamento e os remédios. Me agride verbalmente, somos casados há 13 anos, já fui acusada te ter vários amantes. Já nos separamos várias vezes, num dia ele me chama de rainha, no outro diz que não presto. Também estou sem paciência, e não sei como ajudá-lo, já que ele não aceita o tratamento. Mas não aguento mais viver assim, sendo ofendida, agredida verbalmente, doe muito. Agora ele pediu demissão e diz que eu sou a culpada. Que eu me juntei ao ex-chefe para prejudicá-lo. Sei que não devo responder as ofensas, mas não tenho sangue de barata. Ontem ele gritou, hoje já me mandou um montes de mensagens para me perturbar, acabei de receber uma que ele diz que está arrumando as malas para ir embora. Estou numa tristeza só

1 pessoa achou este comentário relevante
Ter, 15/05/2012 - 09h53

Ola Querida!

Também enfrento o mesmo problema que você, com a diferença que estou casada há apenas 2 anos e que ja sabia que meu marido é Bipolar, pois ele foi diagnosticado por volta dos 18 anos.

Primeiramente vc precisa entender a doença, só assim você vai entender seu marido e ajuda-lo.

A pessoa que tem Transtorno Bipolar não sabe diferenciar alegria de euforia e nem tristeza de depressão, e nós que convivemos com essas pessoas, vivemos uma verdadeira bomba relógio, achando que á qualquer momento vai estourar, mas não é assim.
O Bipolar não é um leão que precisa viver na jaula ou isolado, ele precisa ser compreendido e entendido.

Vc precisa observar muito seu marido, conhece-lo muito bem, para poder ajuda-lo.

Meu marido entrou em estado de mania no final do ano de 2010, foi muito dificil, tive que interna-lo.
Ele só queria viajar, beber, sair e gastar muito, não suportei a pressão e me separei, fiquei 15 dias separada dele, foi quando percebi que não podia virar as costas para ele, porque se eu que era mulher dele e tinha que ajuda-lo, foi quando entendi que essas atitudes não eram dele e sim, era um pedacinho do cerebro que não estava trabalhando em sintonia com a rotina do dia á dia dele.

Bipolares precisam viver uma rotina tranquila, sem grandes emoções, é possivel ter uma vida normal se tomar certos cuidados.

Aqui vão algumas dicas:

Fazer acompanhamento com psiquiatra pelo menos á cada 3 meses.

Ouvir todas ideias dele e opinar com jeito quando for algum absurdo.

Não contrariar quando perceber que ele estiver agitado, deixa passar e conversa no outro dia.

Acompanha-lo nas medicações, (o meu marido toma Litio e Seroquel).

Evitar programas agitados, que possam irrita-lo.

Decorar seu quarto de maneira bem relaxante, fazer com que ele tenha prazer em dormir, enquanto melhor ele dorme, melhor ele vive.

E por ultimo, ter muito carinho, amor e paciência.

Lembre-se, o primeiro sintoma de que o Bipolar esta entrando em crise, é a perda do sono, agitação!!!
Então, fique de olho.

Espero ter ajudado!
Deus nos abençoe.
Beijos querida!

1 pessoa achou este comentário relevante
Dom, 30/10/2011 - 23h47

Oi,Amiga
Perdoa-me, mas existe algo além da bipolaridade.Vc já chegou no topo do desgaste fisico e emocional,Ama-se,peça apoio a uma pessoa profissional e espiritual que te possa amparar
e vá viver uma vida digna e deixe que o profissional fale com ele e fuja amiga
Deus te abençõe
floedelis

1 pessoa achou este comentário relevante
Sáb, 22/10/2011 - 21h35

Minha querida, doença é uma coisa o restante que ele faz é mau caratismo mesmo, com todo respeito a quem sofre desse transtorno, nenhum deles escolhem quem maltratar, até pq no momento de crise que eu saiba não há escolhas, pq só vc é a ofendida e a mãe dele a prestigiada? É o primeiro caso de bipolaridade que eu vejo na qual o transtornado pode focar sua crise em uma só pessoa, no mínimo mto estranho...Falei com um amigo meu ainda pouco pelo tel sobre seu caso e de seu marido, minha amiga, ele caiu na gargalhada...não pense que ficamos rindo de vc, mas do malandro do seu marido que está aproveitando da doença que tem pra fazer o que quiser. Querida amiga, tanto dinheiro gasto assim sem medida, já passou por sua cabeça que pode ter algo além disso, talvez alguma dependência química...Bom, qto ao amor, ele termina assim que constatamos que amamos uma pessoa que talvez nunca tenha existido de verdade...faça uma recaptulação dos momentos que passaram juntos, dos acontecimentos, procure e certifique-se da veracidade de tudo e a partir dái decida vc minha amiga se ainda vale apena ou não. Mta sorte e bjsss

1 pessoa achou este comentário relevante
Qui, 13/10/2011 - 13h28

Situação dif.esta sua,digo q ah de ter mto amor,para viver desta forma.Suponho q de nda adianta se o bipolar ñ procurar ajuda por si mesmo.........tô certa!!!!!

Acho q ñ é o caso aqui.Cada caso é um caso.neste casos tratamento medicamentoso é essencial .


Não vejo outro jeito além de sentar e conversar com carinho e paciência.

Não podemos controlar a reação do outro.

Lembre-se de cuidar de vc tbm para não ser mais maltratada.Pq do fato de conviver com ele esta sofrendo tbm...Fica a mercê de alterações de humor, agressividade, confusão, angústia do outro.a única coisa que você pode fazer é conversar e pedir que seu marido q procure um psiquiatra.....Se ele não quiser ir, não há o que fazer por ele. E ele então deve assumir as consequências de não se tratar......MAS SOZINHO.^N permita mais q ele a machuque......


Boa sorte.

1 pessoa achou este comentário relevante
Seg, 10/10/2011 - 08h02

Como voce pode ver, complicado é e muito o que a meu ver pode ser feito e voce avaliadar profudamente tudo isto...
E sem dúvida tomar a decisao que melhor te pareçer com calma sem atropelos e sem decisoes imediatistas...

Viver é uma arte e tanto, e se prepare para as criticas, ainda que voce tenha toda razao do mundo!!!

um abraço!!!

E boa sorte

1 pessoa achou este comentário relevante
Dom, 09/10/2011 - 19h22

eu amo esse homem mas nao tem mas jeito pra vs terem ideia esse mes foi o mes todo comoeçou no dia 7 de setemro ontem um mes que ele dorme na sala ,me agredi com palavras eum mes no final de semana vai pra casa da mae e por lá fica ele recebeu dia 9 de setembro gastou todo dinheiro comompra moveis pra mae dele ,comprou brinquedos caros etc e se eu quis tiver fazer a despesa da casa pois o dinheiro tinha acabado esse mes vai mesma tuada recebeu ontem já ta casa da mae e eu aqui sozinha esperando ele volta e como nada tivesse acontecido eu preciso de força pra acabar esse relacionamento mas sinto sem força segunda ele vai ao medico pois tá conciente que o litio dele tá baixo
obrigada pela força

1 pessoa achou este comentário relevante
Dom, 09/10/2011 - 16h22

Oi linda.
Como a janja disse fica realmente difícil opinar, mais vc tem que saber se esta preparada pra enfrentar essa luta que vc já sabe que e super conturbada, o importante é que vc sabe que ela tem nome, tem tratamento e possivelmente uma cura ou uma melhora, fica complicado pois e uma batalha em que vc praticamente em alguns momentos vc vai lutar sozinha, pois ele não terá em muitos momentos o desejo de continuar o tratamento ou se voltar contra vc por ajuda-lo e sabemos que não tem cura, mais e um tratamento pela vida toda, que pode sim ser controlado, primeiro amiga ele precisa se conscientizar do que ele tem, ter o desejo de fazer um tratamento e saber que ele pode contar com vc, pois o seu apoio e fundamental nessa hora, então amiga analisa os seus sentimentos por ele e veja se vc quer realmente estar do lado dele ou cada um seguir o seu caminho, pois posso dizer minha linda que não vai ser mole não, vai ter muitas lagrimas e momentos de solidão , mais se vc o ama tente busque em Deus ajuda, não sou de mandar ninguém aqui procurar igreja(denominação0 mais te aconselho a entregar sua família nas mãos de deus e deixar ele te guiar.
beijosss e que deus te der direção.

2 pessoas acharam este comentário relevante
Dom, 09/10/2011 - 15h51

Olá,

Bem tao dificil opinar diante de seu relato, mas eu penso que ele deve ser o primeiro a se concientizar do problema dele, e realmente se cuidar..., ou seja ainda que esteje isolado e deprimido verificar junto aos médicos o que fazer nestes casos quanto a medicaçao, é uma tarefa muito ardua...

Agora a pergunta que realmente nao quer calar é voce está disposta a viver assim, por toda a exixtencia dele desta maneira?, sem ter da parte dele a compreensao necessária, para atravessarem juntos todo este problema?... se sua resposta é sim!!!, lute e divida com ele todo seu desejo para que ele consiga controlar esta doença..., se for nao terá muitas criticas e muitas pessoas contra voce, porém la na frente poderá ser realmente feliz!!!!
Boa sorte!!!!

Fique com Deus!!!

1 pessoa achou este comentário relevante

Comentar

Especiais Vila Mulher

Especial de Páscoa

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

Top Temas

artesanato bolo de cenoura bolo de chocolate cabelos curtos cortes de cabelo emagrecer enfeites de natal lembrancinhas chá de bebê lembrancinhas de natal maquiagem moda verão 2014 orgasmo pensão alimentícia penteados penteados para madrinhas posições de sexo posições sexuais unhas decoradas vestidos